Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Pavimento pélvico Pavimento pélvico e saúde Cuidado com as infeções urinárias no verão!
banner_MUESTRA

Cuidado com as infeções urinárias no verão!

Pavimento pélvico e saúde

infecoes_verao
0 8887

Quem nunca esteve nesta situação? De repente sentimos um certo desconforto, ou mesmo dor, e vontade constante de ir à casa de banho… O verão é a época “forte” para o desenvolvimento de infeções urinárias, que ainda para mais são um problema associado ao pavimento pélvico.


Partilhe com as suas amigas:

Depois das infeções respiratórias, as infeções do trato urinário, concretamente as diretamente relacionadas com a bexiga ou “cistite”, são as mais frequentes. E são um dos problemas mais comuns quando o pavimento pélvico está enfraquecido.

Quais são os sintomas de uma cistite? Se sente ardor ao urinar, precisa de ir muitas vezes com urgência à casa de banho, sente dor na zona inferior do abdómen ou vontade de urinar mesmo depois de ter aparentemente esvaziado a bexiga, é possível que tenha uma infecção urinária.

A humidade excessiva associadas ou as idas frequentes à piscina podem alterar a flora vaginal e os seus mecanismos de defesa nesta época

Como surge a infecção? As bactérias colonizam a entrada da vagina e ascendem pela uretra até a bexiga. Em circunstâncias normais são eliminadas pelo fluxo vaginal e pelas propriedades antibacterianas da urina, mas quando isso não acontece, aderem ao epitélio da bexiga, reproduzem-se e originam danos com inflamação.

Fatores físicos como a humidade excessiva, químicos, produtos de higiene inapropriados ou idas à piscina alteram a flora e os seus mecanismos de defesa, propiciando o aparecimento e infecções urinárias, pelo que o verão é uma época em que este problema surge mais frequentemente.

Incontinência urinária e cistite

Os estudos sugerem que as mulheres com historial de infeções urinárias são as mais propensas a ter perdas de urina e vice-versa. Na verdade, as mulheres pós-menopáusicas costumam apresentar, antes e depois de desenvolverem infeções urinárias, incontinência urinária.

Cerca de metade das mulheres que apresentam infeções urinárias, quando vão ao médico por perdas de perdas de urina, enunciam os sintomas típicos de incontinência de urgência, ou seja, precisam de urinar frequentemente de dia e de noite com urgência, e fugas antes de chegar à casa de banho. Isto ocorre porque a inflamação irrita o músculo detrusor da bexiga, cuja função é esvaziá-la, e provoca contrações involuntárias que obrigam a urinar imperiosamente e muitas vezes sem conseguir evitar fugas.

Por outro lado, as mulheres com incontinência urinária crónica têm o ecossistema vaginal alterado (a flora e o pH), o que favorece a colonização de bactérias e o aparecimento de infeções urinárias.

Assim, se em algum momento tem incontinência urinária deve fazer análises e cultura de urina para que o médico possa descartar que a mesma se deve a uma infeção.

Cistite recorrente

Se teve pelo menos duas infeções urinárias nos últimos seis meses, ou três no último ano, trata-se de uma infeção urinária ou cistite recorrente. Esta patologia é especialmente frequente entre mulheres menopáusicas e está associada ao deficit de estrogénios; em mulheres sexualmente ativas podem detetar sintomas depois do coito, que favorece a colonização de bactérias, e por último, considera-se como risco acrescido mulheres que apresentam patologias do pavimento pélvico como a incontinência urinária, cistocele ou o prolapso genital.

Como se podem prevenir? A última tendência são os mirtilos. Têm a capacidade de inibir a adesão das bactérias às células do epitélio da bexiga. Podem ser utilizadas de várias: em sumo ou comprimidos, e reduzem significativamente o número de infeções urinárias. O tratamento deve durar durante 6 a 12 meses e é uma opção preventiva eficaz em mulheres com infeções urinárias repetidas que não queiram tomar constantemente antibióticos.

Lembre-se que se tem incontinência urinária, vai sentir-se muito mais protegida e segura se utilizar pensos concebidos para as características próprias da urina, como os da gama TENA Lady. Peça aqui a sua amostra grátis.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário