TENA

Home #EuFicoEmCasa com TENA 7 dicas para uma alimentação saudável durante o confinamento

7 dicas para uma alimentação saudável durante o confinamento

#EuFicoEmCasa com TENA

0 28191

Devemos alterar os hábitos de alimentação durante o confinamento? Dizemos-lhe que alimentos deve reforçar e que alimentos deve evitar para manter o peso ideal, o bom humor e as defesas em alta.


O confinamento está a mudar muitas coisas nas nossas vidas. Da forma de trabalhar ao modo como nos relacionamos com os nossos entes queridos, passando pelos hábitos alimentares. Como temos muitas horas mortas, geram-se momentos aborrecidos e episódios de ansiedade, o que por vezes nos leva a comer mais e de forma menos saudável.

Anote estes conselhos que a vão ajudar não só a manter a linha, mas também a aumentar as defesas e a manter o boa disposição:

– Petiscar entre refeições. Se estamos muitas horas em casa, ter momentos aborrecidos é, por vezes, inevitável. Mas nem sempre petiscar é nocivo: um punhado de frutos secos, fruta fresca, um iogurte ou até um dip vegetal de húmus, feito em casa, ou um guacamole podem acalmar a nossa ansiedade e os nossos quilos não vão notar.

– Evitar tentações. A coisa boa de estar em casa é que não vai receber tentações exteriores, portanto está na sua mão organizar uma cesta de compras saudáveis. Evite comprar bolos e doces, bem como gorduras saturadas ou alimentos ultra-processados.

– Planificar o menu semanal. Desta maneira garantirá que vai comprar apenas o estritamente necessário e evitará caprichos.

– Comer menos quantidade. Como nos movemos menos, o corpo não precisa de ingerir tantas calorias. Deste modo evitará o excesso de peso.

– Defesas ao máximo. Inclua na sua dieta alimentos ricos em vitamina C, como brócolos ou cítricos. As cebolas e os alhos são um antibiótico natural e não se esqueça do alimento estrela, o gengibre, que possui propriedades antivíricas, anti-inflamatórias e antitússicas.

– Uma banana por dia. As bananas e as sementes de abóbora são ricas em triptofano, componente que o corpo necessita para produzir serotonina, a hormona da felicidade.

– Vitamina D. Imprescindível para o fortalecimento dos ossos, esta vitamina é sintetizadas pelos nosso organismo quando apanhamos sol. Como durante  o confinamento é mais difícil, inclua na sua alimentação cogumelos, peixe azul e ovos.

E se não tiver ideias para integrar todos estes elementos na sua dieta e fazer com que as suas refeições sejam mais apetecíveis, além de saudáveis para o organismo, em CentradaEmSi preparamos para si um menu semanal equilibrado:

Pequeno-almoço. É considerada a refeição mais importante do dia e um bom momento para uma injeção de energia. Ao seu iogurte acrescente um pouco de chia, aveia, nozes, um pingo de mel e, se quiser, um pouco de fruta. Este será um pequeno-almoço saciante e saudável!

Lanche a meio da manhã. Não se esqueça deste lanche a meio da manhã, mas tenha cuidado com os alimentos que seleciona. Evite os que tenham açúcar e gordura. Coma fruta, como maçãs, peras, uvas e bananas. Estas são uma grande fonte de vitaminas, antioxidantes e água, essenciais para o fortalecimento e cuidado do cérebro.

Almoço. Encha-se de energia para o dia inteiro! Depois do pequeno-almoço, o almoço ajuda-nos a suportar a carga física e mental do resto do dia. Os nutricionistas recomendam que se consuma nesta refeição 50% das calorias diárias. Para cumprir estas recomendações, deixamos-lhe aqui um menu delicioso:

  • Entrada: Escalivada. Ponha cebola e pimento no forno a 170º. Vá mexendo e ao fim de uma hora, retire do forno e junte azeite, um pouco de sal e um alho picado. É uma receita espetacular para acompanhar os seus pratos.
  • Prato Principal: Frango com cogumelos salteados com alho. Nada como um frango no forno! É fácil, rápido e saudável. Corte um par de peitos de frango em pedaços e tempere. Numa assadeira coloque os pedaços de frango e os cogumelos. Ponha a assadeira no forno a 180º. Espere 25 minutos. No fim, salteie com alho e, pronto!
  • Sobremesa: gelado de banana. Ponha na batedeira a banana congelada, junto um pouco de baunilha, um pouco de leite e, se quiser, uma colher de manteiga de amendoim. Tudo a gosto.

Jantar. Cuidado com os alimentos que consumimos nesta última refeição do dia. Devemos preferir alimentos leves e em pouca quantidade. É importante jantar três horas antes de dormir para metabolizar melhor os alimentos ingeridos.

  • Salmão grelhado. Duas fatias de salmão acompanhadas com legumes ao vapor.
  • Para sobremesa, poderá escolher a fruta que mais lhe apeteça.

Estes são pratos simples, fáceis e rápidos de preparar em casa. Qual destas sugestões vai querer provar em primeiro lugar?

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos o seu comentário