TENA

Home #EuFicoEmCasa com TENA Tranquila, tudo se vai resolver

Tranquila, tudo se vai resolver

#EuFicoEmCasa com TENA

0 22304

Durante o confinamento podem surgir sentimentos ou emoções desagradáveis como stress, ansiedade e tristeza. Contamos-lhe como enfrentar este mal-estar.


Esta situação excecional que temos estado a viver e fruto da incerteza que gera, o stress ou a ansiedade convertem-se nos nossos piores aliados para lidar com o confinamento. Como salientam os psicólogos “certamente sentimo-nos emocionalmente mais sensíveis e  teremos dias que serão como uma montanha-russa em que ora estamos alegres, tristes, ora temerosas ou irascíveis. Tudo isto é normal.”

Por isso, a Organização Mundial de Saúde publicou uma série de recomendações para enfrentarmos psicologicamente e da melhor forma possível esta difícil crise sanitária.

Não está só, tome nota:

1. Contacte com os amigos e familiares e inclusive retome algumas amizades. Não se feche em si mesma, apoie-se nas suas pessoas de confiança para manter a calma. Faça videochamadas por WhatsApp para sentir os seus ainda mais próximos. Os especialistas recomendam que tenhamos em conta aquilo que é conhecido como saúde social e salientam: “mostre um sorriso aos seus vizinhos quando sair à janela a aplaudir nos finais de tarde, toque algumas frases com eles, estamos todos na mesma batalha!”

2. Ponha um limite ao tempo que passa a ver ou a ouvir notícias para reduzir o nível de preocupação e nervosismo que possa chegar a ser produzido. É verdade que tem de estar informada, mas sem obsessões. Procure libertar a mente e fazer coisas que a mantenham distraída. Evite estar todo o dia a falar do assunto, não ajuda. Já reparou nas horas que passa diante de um ecrã ao longo do dia? Este tempo é seu, procure recuperá-lo

3. Dedique tempo a si mesma. É muito importante levar um estilo de vida saudável, o que inclui fazer uma dieta adequada, dormir bem, fazer exercício e manter contactos sociais (ainda que à distância). Agora que a falta de tempo não serve de desculpa, procure oferecer tempo a si mesma para cuidar de si e não perca as 7 dicas para uma alimentação saudável durante o confinamento. Como salientam os especialistas: “apesar de estarmos em casa o objetivo não é sobreviver mas continuar a viver. Ouça-se a si mesmo, cuide-se e descubra a oportunidade que estes dias lhe podem oferecer.”

4. Nada de tabaco, álcool ou outras drogas para lidar com as emoções. Se precisa de ajuda adicional não duvide em recorrer aos telefones de ajuda psicológica disponíveis. Sabe que não está sozinha.

5. Consulte fontes fiáveis que oferecem informação confirmada e a partir daí tome as precauções razoáveis. Certamente que recebe muitas mensagens no seu telemóvel sobre a pandemia que não surgem de fontes fidedignas, tenha cuidado porque o mais certo é tratar-se de notícias falsas que só fazem aumentar o pânico. Consulte os conselhos da OMS sobre os rumores a propósito do coronavírus. Vai ficar surpreendida ao ver o quanto dessas mensagens são boatos. 

6. É mais forte do que pensa! Lembre-se de quantas situações adversas já superou na sua vida e como foi capaz disso. Utilize essas capacidades para gerir agora as suas emoções durante este período difícil. Mantenha uma atitude positiva e otimista.

Finalmente, deixe de pensar em tudo aquilo que não pode fazer e pense antes em tudo o que pode fazer nestes dias. E não se esqueça, tudo se vai resolver.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos o seu comentário