TENA

Centrada em si > Menopausa > Olá menopausa… e olá insónias!
Home Menopausa Olá menopausa… e olá insónias!

Olá menopausa… e olá insónias!

Menopausa


0 19468

De repente, não consegue dormir. Dá voltas na cama enquanto os afrontamentos vão e vêm. Sim, é verdade, tem insónias! A causa pode ser a menopausa, mas tranquila: é normal e vai passar.




Passa frequentemente noites sem pregar olho, ouvindo o tique-taque do relógio que a deixa com os nervos em franja. Inclusive, já perdeu a conta às ovelhas que saltaram a cerca. Entretanto, fica com dor de cabeça, aparecem os malditos afrontamentos e a coisa não melhora. Que pesadelo!

Sim, sabia que a menopausa chegaria, mas o que ninguém anunciou é que não conseguiria dormir. É um dos principais sintomas deste período vital, mas deve saber que não será para sempre e que há soluções. Antes de mais, muita calma… Pois é verdade que a má qualidade do descanso e a alteração do sono são provavelmente as mudanças menos conhecidas desta etapa da vida, apesar de ser muito comum. As dificuldades em dormir começam a ser anunciadas durante a perimenopausa, o período prévio à menopausa, quando os níveis hormonais e os períodos menstruais se tornam irregulares. E, depois, tudo vai piorando ao ponto de querer arrancar os cabelos. Não o faça! Pelo menos até ter terminado de ler este artigo.

Menopausa, insónias e afrontamentos

As insónias associadas à menopausa, na realidade, costumam estar vinculadas aos afrontamentos. Estas desagradáveis sensações de calor podem surgir a qualquer hora do dia… ou da noite. E acontece que aos afrontamentos noturnos juntam-se muitas vezes despertares inesperados, que culminam naquele tipo de olhos abertos como coelhos encadeados pelos faróis de um carro.

A menopausa induz alterações no cérebro que conduzem ao afrontamento e este, por sua vez, gera a sensação de calor e a interrupção do sono. Há ainda assim algumas mulheres que dizem não ter transtornos do sono na menopausa, mas não deixam de confirmar que descansam pior.

E mais, durante esta etapa também se podem desenvolver transtornos como a própria apneia do sono, que pode derivar da diminuição da produção de hormonas reprodutivas como o estrogénio e a progesterona.

Mas de novo, não está sozinha. O que tem de fazer é manter uma atitude positiva, estar consciente de que tudo passará e, entretanto, procurar um remédio para a situação que não passa necessariamente por tomar comprimidos. Pois tem à sua disposição um bom número de recursos.

Os melhores remédios naturais para combater as insónias durante a menopausa

São sem dúvida muitos os remédios naturais disponíveis para fazer face a essas noites sem dormir por causa da menopausa. Deixamos-lhe aqui algumas ideias:

  • Adquira hábitos saudáveis para o sono. Durma sempre às escuras para calibrar melhor o seu relógio circadiano interno e prepare o corpo para o descanso noturno. Nada de tomar café nem estimulantes depois do meio-dia jante sempre duas horas antes de se ir deitar para poder fazer bem a digestão. E, se possível, faça alguma atividade relaxante antes de dormir. Evite filmes de terror e falar com a sogra!
  • Experimente as valerianas. Sim, sabemos que é muito utilizado, mas o que acontece é que funciona mesmo. A raiz da valeriana é usada tradicionalmente para aliviar os transtornos do sono e a ansiedade leve. Este remédio à base de ervas foi associado durante muito tempo a um sono reparador devido à sua interação com o ácido gamma-aminobutírico (GABA), um neurotransmissor que acalma a atividade nervosa e promove a sensação de relaxamento. Experimente tomá-lo meia hora antes de se deitar.
  • Aumente os seus níveis de magnésio. Vai ajudá-la a dormir, ativando o sistema parassimpático, a rede biológica responsável por nos fazer sentir tranquilas e relaxadas. Também faz aumentar o GABA. Pode experimentar algum suplemento ou adicionar à sua dieta alimentos com magnésio (pão integral, sementes de girassol, amêndoas, leguminosas…).
  • Consulte o seu ginecologista. Este é o melhor remédio natural que existe. Ninguém melhor que o senhor ou a senhora da bata branca para nos aconselhar sobre o que fazer com os sintomas da menopausa e, particularmente, com os problemas de sono. E perca o medo de perguntar sobre as vantagens e desvantagens da terapia hormonal substitutiva. Quem sabe se não é o que realmente precisa.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:
Centrada em si