Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Menopausa Prepare-se para a menopausa
banner_MUESTRA

Prepare-se para a menopausa

Menopausa

Prepare-se para a menopausa
0 47537

Antes de entrar na menopausa tenha um cuidado especial em manter o seu pavimento pélvico na melhor forma para evitar problemas; não falte a nenhum exame ginecológico e esclareça nessas consultas todas as suas dúvidas.


Partilhe com as suas amigas:

Como todas bem sabemos e “tememos”, quando chega a menopausa, a etapa em que os nossos ovários deixam de produzir estrogénio, surge uma série de alterações físicas que afetam muitos aspetos da saúde. Entre outras transformações, o nosso pavimento pélvico, que possivelmente já sofreu ao longo da nossa vida os danos da gravidez, do parto ou do excesso de peso… Vai debilitar-se ainda mais com o défice hormonal. Por esse motivo, é frequente nesta etapa da vida da mulher surgirem sintomas de perdas de urina ou  prolapso genital.

Daí que seja muito importante insistir na prevenção  durante a etapa reprodutiva. Se antes não nos tivermos cuidado nem reabilitado devidamente o nosso pavimento pélvico, ao chegar à menopausa aparecerão vários sintomas relacionados com a  incontinência ou a sexualidade, como por exemplo, distúrbios pélvicos, que poderiam ter sido minimizados.

Para cuidar do seu pavimento pélvico nesta etapa, deve diminuir o excesso de peso e tratar a obstipação

Começar quanto antes a praticar exercícios destinados a fortalecer a musculatura do pavimento pélvico é uma decisão inteligente. Reserve uns minutos por dia para praticar os exercícios. Pode ser antes de dormir, enquanto trabalha ou viaja nos transportes públicos, etc. Qualquer local é adequado para fazer com que a nossa musculatura pélvica volte a recuperar o tónus.

Do mesmo modo que tomamos soja para diminuir os afrontamentos ou laticínios para prevenir a osteoporose é importante recordar que para cuidar do seu pavimento pélvico nesse momento da vida tem de diminuir o excesso de peso e tratar a obstipação.

Por outro lado, é extremamente importante não faltar ao  exame ginecológico anual. Devemos dizer abertamente ao nosso ginecologista tudo o que nos preocupa em matéria de relações sexuais, secura vaginal e eventuais perdas de urina ou de gases. Existem tratamentos e não devemos desesperar. Basta aprender a procurar a solução.

 

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário