Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Beleza O que é que acontece à nossa pele durante a menopausa?
banner_MUESTRA

O que é que acontece à nossa pele durante a menopausa?

Beleza

pele durante a menopausa
0 81921

A melhor forma de se proteger e de se manter jovem durante mais tempo é estar consciente de como o défice hormonal afeta a pele. Siga os nossos conselhos para retardar o envelhecimento e sentir-se melhor consigo mesma.


Partilhe com as suas amigas:

Todas nos preocupamos com o modo como a passagem do tempo afeta a nossa pele. Os sinais do envelhecimento, fruto das alterações hormonais, são especialmente visíveis neste órgão. Sobretudo na pele do nosso rosto, que é a imagem que projetamos para os outros e que melhor nos define fisicamente, como perceção de nós mesmas.

Não podemos evitar o envelhecimento, mas podemos minimizá-lo e retardar o processo de deterioração

Desde os primeiros sintomas da menopausa até ao fim da pós-menopausa, a redução palatina dos estrogénios e do colagénio tem impacto direto na pele, provocando o seu envelhecimento progressivo. A ação destas hormonas aumenta a espessura da pele e mantém a sua elasticidade e humidade. Quando elas deixam de funcionar começam os efeitos negativos para a nossa pele. Embora a genética tenha um papel importante para nos mantermos mais jovens durante mais tempo, as consequências são inevitáveis. O que é que acontece à pele nesse período?

Efeitos negativos da menopausa na pele

  • Pele desidratada: a pele perde elasticidade e adquire uma aparência seca e rugosa.

A pele perde humidade, elasticidade e espessura

  • Rugas mais profundas e mais numerosas: as fibras de elastina e colagénio degradam-se e a pele descai, tornando-se mais flácida e enrugada.
  • Maior fragilidade: a pele torna-se menos espessa e ao perder elasticidade fica mais sujeita a lesões.
  • Tónus desigual: a pele perde luminosidade e frescura e o tónus deixa de ser uniforme, devido ao aumento da sua transparência.
  • Mais dificuldade em cicatrizar.
  • Manchas escuras pigmentadas, que se acentuam nas zonas expostas ao sol.

Não podemos evitar esta deterioração, mas podemos minimizá-la e atrasar o processo de envelhecimento. Indicamos-lhe uma série de conselhos para que a sua pele se mantenha jovem durante mais tempo.

Conselhos para manter a pele em bom estado a partir da menopausa 

  • Hidrate-a por fora: é fundamental usar cremes no rosto e no corpo para que estes restabeleçam a humidade perdida. Muitas marcas já produzem fórmulas desenhadas para as caraterísticas próprias da pele madura. Inclua-as na sua rotina diária.
  • Beba dois litros de água por dia: hidrate a pele também por dentro.
  • Use proteção solar diariamente: o sol é importante para o nosso o corpo porque nos ajuda a sintetizar a vitamina D e a fixar o cálcio nos ossos. Mas do mesmo modo que o médico lhe recomenda 15 minutos de luz solar por dia, evitando as horas de maior exposição aos raios ultravioletas (das 12 às 16 horas), deve usar sempre uma proteção solar adequada para o seu tipo de pele. Mesmo que o tempo esteja enevoado, as radiações solares danificam a nossa pele muito mais do que parece.
  • Esqueça as toxinas: maus hábitos como o tabaco e o álcool contribuem para acelerar o envelhecimento da pele. Evite-os.
  • Faça exercício: a atividade física mantém o corpo oxigenado, melhora a circulação sanguínea e limpa os poros. Além disso, ajuda a neutralizar os efeitos da tão temida osteoporose.
  • Ingira alimentos ricos em vitaminas C (antioxidante, ajuda na sintetização do colagénio), A (regeneração) e E (combate os radicais livres). Estas vitaminas estão presentes em frutas, frutos secos e verduras, entre outros.
  • Não se deite sem se desmaquilhar. Durante as horas de sono, a nossa pele aproveita para se regenerar e oxigenar. Por isso é importante que cumpra os seguintes três passos: limpeza, tonificação e nutrição.
  • Preste mais atenção à sua higiene pessoal: certifique-se de que os sabonetes que usa têm um pH neutro para evitar alergias e secura. Sobretudo tenha o máximo cuidado com a sua zona íntima, pois é especialmente sensível devido à atrofia e à secura vaginal própria desta etapa, em que as infeções também são mais recorrentes.
  • Evite irritações se tiver incontinência urinária. Usar pensos específicos para as perdas de urina, como os da gama TENA, protegerá a sua pele. Quer experimentá-los? Peça amostras grátis aqui.

 Fonte: centradaenti.es

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário