Centrada em si
Home Menopausa Tenho insónias, o que faço?

insonia

Para gozarmos de boa saúde, necessitamos cobrir três necessidades básicas: alimentação, exercício físico e sono. Esta última pode converter-se num problema a partir da menopausa. Para a maior parte das mulheres que estão nesta etapa das suas vidas, pode ser um inconveniente habitual: estima-se que 60% das mulheres menopáusicas sofrem de insónias.

E o problema tende a agravar-se com a idade. Na verdade, a faixa etária das mulheres com mais de 65 anos, por exemplo, apresenta as taxas mais elevadas de insónia. Com a idade o sono profundo diminui (torna-se mais leve), o que faz com que acordemos mais frequentemente durante a noite.

Segundo um estudo recente da norte-americana National Sleep Foundation, entre os 30 e os 60 anos dorme-se em média 6 ou 7 horas, 1 ou 2 horas menos do que seria necessário para ter um dia produtivo. As alterações físicas e hormonais, a maior prevalência de ansiedade e depressões deixam a mulher vulnerável aos distúrbios do sono. À partida, as mulheres têm o dobro das possibilidades de sofrer de insónias do que os homens.

Porque é que as insónias estão associadas à menopausa?

– Os afrontamentos e os suores noturnos, associados à diminuição dos estrogénios, fazem com que o sono seja de pior qualidade, e que a mulher acorde várias vezes durante a noite.

Distúrbios emocionais – o aparecimento de ansiedade e stress são habituais nesta etapa da vida da mulher, e alteram o sono. O dormir mal tem repercussões na qualidade de vida e faz aumentar a possibilidade de ocorrerem acidentes e riscos cardiovasculares.

Alguns conselhos:

– Não consuma cafeína, álcool nem nicotina antes de dormir.

– Tenha bons hábitos de sono: use uma camisola de dormir ou pijama leve, evite cobertores pesados ou demasiado quentes, e mantenha o seu quarto bem climatizado. Estes são bons hábitos que pode adicionar à sua rotina na hora de dormir e que a podem ajudar a mitigar estes problemas.

Consulte o seu médico. Se o impacto das insónias na sua qualidade de vida é considerável, o profissional de saúde verá se no seu caso é necessário recorrer a algum tratamento, como uma terapia hormonal de substituição ou antidepressivos.

Pode também interessar-lhe...

  • A partir dos 50, torne-se fã dos sumos!A partir dos 50, torne-se fã dos sumos! Uma magnífica opção para atenuar alguns sintomas associados à menopausa, como afrontamentos, perda de elasticidade da pele ou diminuição […]
  • Conselhos para dormir mais e melhorConselhos para dormir mais e melhor Se tem problemas de insónias, não desista. Consultar um médico e modificar certos hábitos pode ajudá-la a recuperar o sono. Tome nota.
  • Melatonina: mitos e verdadesMelatonina: mitos e verdades Há alguns anos, a melatonina surgiu como o “medicamento” milagroso para tratar a insónia e regular o sono, mas será realmente assim tão […]
  • Primavera com contraindicaçõesPrimavera com contraindicações Um dos efeitos adversos desta estação tão esperada é que esta se faz acompanhar por outros problemas que afetam principalmente as […]
Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário