Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Saúde Actividade física Deixe-se seduzir pela dança do ventre
banner_MUESTRA

Deixe-se seduzir pela dança do ventre

Actividade física

dança do ventre e pavimento pélvico
0 1649

Há atividades que nos fazem exercitar e fortalecer os nossos músculos; outras ajudam-nos a divertir ao som da música e outras ainda ajudam-nos a relaxar e aumentar a nossa autoestima. Mas há uma que junta todos estes benefícios: a dança do ventre.


Partilhe com as suas amigas:

Apesar do pavimento pélvico só começar a ser conhecido agora, em muitas outras culturas, sobretudo orientais, encontram-se formas ancestrais de cuidar do pavimento pélvico. Tanto através da dança, como da forma de respirar e de exercícios. A dança do ventre é uma dessas formas.

Muitos fisioterapeutas sabem disto e estão a começar a incorporar esta dança milenária, proveniente do Egito, nos programas de exercícios, nas aulas de preparação para o parto e na recuperação pós-parto. Esta dança está especialmente indicada na menopausa, momento em que perdemos massa muscular pela falta de hormonas.

Os movimentos de ondulação do ventre e da anca, os shimis (movimento rápido da anca), a postura com as costas inclinadas para trás e a respiração fazem da dança do ventre uma dança perfeita para a mulher por vários motivos:

  • Ajuda-nos a estar atentas a uma das zonas mais importantes do nosso corpo, mas à qual, contudo, não prestamos demasiada atenção: o ventre, onde se encontra o nosso pavimento pélvico, e que contém o nosso aparelho reprodutor, sexual e excretor.
  • Não trabalha apenas a musculatura e a flexibilidade de todo o corpo, dos tornozelos ao pescoço, com especial atenção aos músculos abdominais, lombares e pélvicos, mas também, graças à sua condição hipopressiva, exercita os músculos do pavimento pélvico sem os danificar.
  • Favorece a digestão, reduz as dores menstruaise combate a obstipação, graças aos movimento pélvicos que massajam a zona.
  • Aumenta a autoestima. A postura com os braços abertos, a anca direcionada para a frente e as costas inclinadas para trás outorgam uma grande feminidade e sensualidade aos movimentos.
  • A dança do ventre está mesmo indicada para tratar certas disfunções sexuais que podem estar relacionadas com o pavimento pélvico, como a falta de libido, a  dispareunia (dor sentida pela mulher durante a relação sexual), o vaginismo (impossibilidade de penetração) e a anorgasmia.
  • Queima umas 300 calorias por hora e favorece o movimento das nossas articulações, pelo que ajuda a prevenir a artrose.

Além de tudo isto, a dança do ventre é divertida e faz com que nos concentremos nos nossos movimentos e nos esquecemos dos nossos problemas diários. A música é alegre e sensual, o que favorece que nos sintamos como deusas bailando lenços imaginários e movendo a anca ao som dos tambores.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário