Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Saúde Actividade física 5 conselhos a ter em conta antes de praticar Pilates
banner_MUESTRA

5 conselhos a ter em conta antes de praticar Pilates

Actividade física

0 1286

O método Pilates é fantástico para a reabilitação de lesões e para sentir-se em forma. Mas cuidado, se quer que esta atividade fortaleça e reabilite o seu pavimento pélvico, damos-lhe alguns conselhos.


Partilhe com as suas amigas:

O método Pilates trabalha tanto a musculatura lombar, como a pélvica. É um método muito bom para reabilitar diferentes tipos de lesões e trabalhar o pavimento pélvico. O pilates está na moda, e muitos centros estão a juntar-se a esta tendência, mesmo sem terem monitores suficientemente qualificados para leccionarem esta disciplina. Se quer praticar pilates para fortalecer a musculatura pélvica, aqui tem cinco conselhos práticos que deve ter em conta antes de iniciar as aulas:

  • Nem todos os monitores de pilates, nem todos os centros onde pode praticá-lo sabem o que é o pavimento pélvico, nem como integrá-lo nesta atividade física. Tente fazer uma aula de teste antes de se inscrever definitivamente, e se o monitor ou monitora acrescentam contração do pavimento pélvico aos exercícios, não os perca de vista! É muito possível que nas suas aulas faça pilates ao mesmo tempo que fortalece o pavimento pélvico. Quem dá as aulas de pilates não tem necessariamente de ser um fisioterapeuta (embora muitos sejam) mas sim estar qualificado e ter conhecimentos sobre pavimento pélvico.
  • Quanto menos pessoas na aula, melhor. Fuja das aulas de 20 pessoas. Pilates é interessante também pela possibilidade de que as aulas sejam bastante personalizadas. E se quer fortalecer os músculos do seu pavimento pélvico deverá poder perguntar e receber respostas informadas. O ideal são aulas entre 1 e 5 pessoas. Claro que isto também faz com que o preço das mesmas seja mais elevado.
  • Se puder escolher, é melhor trabalhar em máquina do que no chão. O custo também é mais elevado mas o risco de assumir más posturas reduz-se drasticamente.
  • Se tem perdas de urina, antes de se inscrever nas aulas de pilates deve consultar um profissional para que este avalie o estado do seu pavimento pélvico. Se quando estiver a praticar os exercícios não sentir a contração do pavimento pélvico, isto é um sinal de que também deverá consultar um especialista.
  • Se está grávida ou em pleno processo de menopausa, o pilates também é muito recomendável. Existem exercícios adequados para cada mulher idade e estado: o monitor terá apenas que adequar os exercícios às suas necessidades e características, e por isso é tão importante que as aulas sejam o mais personalizadas possível

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário