Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Pavimento pélvico Incontinência Tenho incontinência urinária, e agora?
banner_MUESTRA

Tenho incontinência urinária, e agora?

Featured

consultas
0 4100

Quando tomamos consciência de que temos um problema de incontinência surgem muitas dúvidas. A quem me dirijo? Há solução? O médico vai levar-me a sério?... Contamos-lhe quais são os passos a seguir.


Partilhe com as suas amigas:

Muitas mulheres ainda sofrem em silêncio o problema da incontinência. Têm vergonha de falar disto, apesar de afetar seriamente a nossa vida pessoal e laboral. Não sabem a quem recorrer e não lhes parece fácil pedir ajuda.

As mulheres que conseguem dar este primeiro passo decisivo e pedir ajuda, consultam a Internet à procura de informação que as auxilie a esclarecer as dúvidas. Com sorte, algumas descobrirão que existem as Unidades de Pavimento Pélvico, uma equipa multidisciplinar e especializada que tratam este tipo de problemas.

Se tem incontinência urinária e decidiu procurar ajuda, o primeiro a fazer é logicamente marcar uma consulta no seu ginecologista. Certamente vai custar-lhe contar ao médico o que tem, mas ao tomar consciência de que tem um problema já começou a resolvê-lo, pelo que está no bom caminho.

Um ginecologista seguirá estes passos na consulta:

  • História clínica. Vai fazer-lhe perguntas pertinentes para conhecer o seu histórico clínico: tipo menstrual, em que idade lhe chegou a menopausa, gravidezes e partos, métodos conceptivos, qualidade das suas relações sexuais e como são as suas perdas de urina. Se são de urgência, se tem problemas em esvaziar a bexiga…
  • Exploração na consulta. O médico fará uma avaliação da tonificação muscular do pavimento pélvico, verificará se há descida das paredes vaginais e como funciona a bexiga com uma prova de esforço de tosse.
  • Diário miccional. O médico vai pedir-lhe para preencher em casa um diário onde terá de registar durante um par de dias quantas vezes urina, se é com urgência, quantas fugas tem e se se deve a um esforço ou não, quantas vezes tem de mudar de absorvente ou o que bebe.
  • Diagnóstico. Com toda esta informação, o médico vai pedir-lhe outra prova, sobretudo se este problema afetar seriamente a sua qualidade de vida, para fazer o diagnóstico e apresentar as possíveis soluções: reabilitar a sua musculatura pélvica, medicação, cirurgia, ou ainda enviá-la para uma Unidade de Pavimento Pélvico para que avaliem o seu caso de uma forma multidisciplinar.

Mas o que acontece quando deu este passo que lhe custou tanto e não encontra respostas no seu profissional de saúde?

Como reconhecer se o seu médico é o adequado

Se quando vai à consulta, o ginecologista não dá demasiada importância ao seu problema, dizendo que é algo normal porque teve filhos ou pela idade, cuidado! Hoje em dia, os profissionais de saúde são superespecializados. Pode encontrar ginecologistas mais dedicados à mama, a patologia cervical, à oncologia ginecológica, e  o que você precisa é de um ginecologista especialidade em uroginecologia ou que tenha conhecimentos atualizados sobre esta matéria.

Peça uma segunda opinião se percebe que o seu especialista não a leva a sério ou não a convence.

Não saia da consulta sem respostas. Se o seu médico não sabem para onde a encaminhar, solicite que a mande para uma Unidade de Pavimento Pélvico para que façam a avaliação do seu caso. De outro modo, insista no seu Centro de Saúde que seja vista por outro especialista. Peça segundas ou terceiras opiniões até dar com um profissional adequado.

Médicos e pacientes devem estar consciencializados da relevância deste problema de saúde. Por isso, quando mais informação tiver, mais fácil  será compreender o que lhe passa e fazer as perguntas oportunas. Também vai ajudá-la a reconhecer se o médico que a atende está em condições de resolver as suas dúvidas e encontrar soluções para o seu problema de incontinência urinária.

Entretanto, lembramos que é importante utilizar absorventes específicos para o pH e densidade de urina. Estes produtos, como os de TENA Lady, vão fazê-la sentir segura e protegida. TENA está sempre a pensar na melhor forma de a ajudar. Por isso, tem um Programa de Pontos que lhe oferece muitas vantagens: cupões de descontos para a sua gama de produtos, ofertas e muito mais. Registe-se já.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário