Centrada em si
Home Pavimento pélvico Incontinência Incontinência de esforço

Incontinência de esforço

Quando, na nossa vida quotidiana, fazemos esforços ou realizamos algumas atividades físicas como levantar um peso, estamos a transmitir um aumento de “pressão abdominal” ao pavimento pélvico, que provoca uma descida da bexiga e da uretra. Se a nossa musculatura pélvica tiver um bom tónus, isso não será grande problema. Porém, se os elementos de sustentação da bexiga e da uretra estiverem debilitados ou danificados, os mecanismos de continência falham e ocorrem perdas de urina. Rir, tossir ou espirrar pode ser um “drama”.

Porque é que isso acontece? Normalmente deve-se ao facto de a uretra ter perdido a fixação correta com a púbis ou não estar bem apoiada porque a vagina está relaxada ou débil, o que provoca uma oscilação da uretra para baixo após o esforço, e a sua abertura.

O défice de estrogénios após a menopausa, partos múltiplos ou cirurgias podem provocar esta incontinência

Se a intensidade do dano for maior na parte anterior do pavimento pélvico, que é onde se situam a bexiga e a uretra, as perdas de urina podem ocorrer com esforços mínimos, simplesmente ao mudar de posição (de sentada para de pé, por exemplo), caminhar rápido ou subir escadas.

Quando as fugas de urina ocorrem quase sem nos darmos conta ou nem sequer nos lembrarmos de ter feito qualquer esforço, isso deve-se ao facto de a uretra estar praticamente “aberta”. Esta situação costuma verificar-se em mulheres idosas, cujo esfíncter uretral (o músculo circular que mantém fechada a uretra em repouso) se encontra alterado.

A origem deste tipo de incontinência pode estar na diminuição dos estrogénios na menopausa, que reduz a resistência do fluxo de urina através da uretra, ou pelas alterações do pavimento pélvico provocadas por partos múltiplos ou cirurgias pélvicas. Se tem perdas de urina ao fazer um esforço, é muito importante que consulte um profissional, para que este avalie o estado do seu pavimento pélvico e lhe recomende o tratamento mais adaptado ao seu caso.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário