TENA

Home Pavimento pélvico Pavimento pélvico e reeducação Fortaleça o pavimento pélvico nos transportes públicos

Fortaleça o pavimento pélvico nos transportes públicos

Pavimento pélvico e reeducação

0 98

Costuma fazer exercícios para o pavimento pélvico? Sabia que fazê-los numa superfície instável reforça a dificuldade dos exercícios e ajuda a fortalecer ainda mais o pavimento pélvico? Explicamos-lhe porquê.


O ser humano mantém-se em pé e caminha graças a um complexo sistema de tendões, músculos, nervos, articulações e ligamentos que conseguem manter o corpo estável e em equilíbrio. Neste processo dinâmico o pavimento pélvico desempenha um papel fundamental. Além da função de suportar os órgãos e fechar os esfíncteres, o pavimento pélvico, juntamente com os músculos do abdómen, ajuda a estabilizar as articulações da pélvis.

A necessidade de manter o corpo em equilíbrio, sobretudo em superfícies instáveis, leva a que a musculatura pélvica se contraia com mais força. Por exemplo, viajar de pé num autocarro ou no metro são boas oportunidades para exercitar estas zonas do corpo com mais intensidade.

Como obter uma maior intensidade nos exercícios? Praticá-los de pé nos transportes públicos sem o auxílio de qualquer apoio.

Quanto maior é a necessidade de equilíbrio, maior é a ativação dos músculos implicados na estabilidade. Dito de outro modo: quanto mais instável é a superfície sobre a que estamos, como uma bola de exercícios ou quando viajamos de pé num transporte público, se além disso não temos onde nos agarrar, mais força temos de fazer no nosso pavimento pélvico para mantermos o equilíbrio do corpo.

Por isso, se vive numa cidade e pode aproveitar esta circunstância, faça com que a necessidade de se deslocar de um sítio para outro se converta numa atividade benéfica para os seus músculos do pavimento pélvico. Neste sentido, sugerirmos-lhe esta série de exercícios:

Atenção! Estes exercícios só devem ser praticados quando se tem o pavimento pélvico tonificado. Se o seu pavimento pélvico estiver debilitado, recomendamos-lhe que consulte um especialista para avaliar o seu estado e indicar-lhe o tratamento mais adequado para a sua situação.

Importante: exercitar o pavimento pélvico não significa forçá-lo. Um exemplo, quando vamos a uma casa de banho pública habitualmente não nos sentamos na sanita, preferimos urinar sem um apoio direto e fazemo-lo numa posição inclinada. Nestes casos, o pavimento pélvico tem de se contrair para manter o equilíbrio, fazendo com que a urina saia de forma débil. Por vezes, para sairmos rapidamente desta posição tão incómoda, fazemos força para que a bexiga se esvazie completamente quanto antes, o que não é nada recomendável para o nosso pavimento pélvico.

Se além disso tiver incontinência urinária, enquanto tonifica o seu pavimento pélvico, recomendamos-lhe a utilização de protetores especificamente concebidos para as perdas de urina. Os produtos TENA Mulher vão fazê-la sentir segura e fresca durante todo o dia com a máxima discrição. Peça uma amostra gratuita.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos o seu comentário