TENA

Centrada em si > Lazer > E se não tiver uma casa de banho por perto?
Home Lazer E se não tiver uma casa de banho por perto?

E se não tiver uma casa de banho por perto?

Lazer


0 9841

A incontinência urinária pode provocar ansiedade e deteriorar ainda mais a qualidade de vida das mulheres com este problema de saúde, deixando-as num estado de intranquilidade permanente. Conhecer o que nos está acontecer e porquê é o primeiro passo para superar a ansiedade.




Os problemas derivados de um pavimento pélvico enfraquecido, especialmente a incontinência urinária, influencia a qualidade de vida das mulheres afetadas por este tipo de problema de saúde.

As mulheres com incontinência urinária vivem num contínuo estado de preocupação, receando não ter uma casa de banho por perto, caso precisem, ou que se possam notar odores indesejados. Além disso, a autoestima da mulher diminui, sentindo-se muitas vezes suja e desconfortável. Algumas mulheres evitam mesmo sair à rua sempre que possível, fazendo com que as suas vidas sociais se ressintam.

Por outro lado, as perdas de urina afetam a qualidade e quantidade das relações sexuais, pois a mulher não se sente confortável ao sentir que não consegue controlar a sua urina. Isto pode prejudicar as relações em casal.

Tudo este tipo de situações acaba por causar estados de ansiedade e depressão que podem chegar a ser graves, sobretudo se às preocupações com a incontinência urinária juntarmos outras como dificuldades económicas ou familiares.

A ansiedade é definida como uma reação emocional perante a perceção de ameaça. Neste caso, o indivíduo responde para se proteger acabando por se colocar a si mesmo numa situação de defesa ou luta. É uma reação inata e normal, mas pode tornar-se num problema se for excessiva ou acontecer com frequência. Os sintomas da ansiedade podem manifestar-se como inquietude, tensão, temor ou medo intenso, angustia, dificuldade para respirar e transtornos do sono.

Momentos concretos da vida, como a perspetiva de uma viagem, ainda que curta, e outras situações em que a mulher sinta que não é possível aceder a uma casa de banho caso precise, podem causar o surgimento de episódios de ansiedade.

Para melhorar a ansiedade é importante que a mulher se informe sobre o que está a acontecer no seu corpo, o que é o pavimento pélvico, onde está, saiba situá-lo mental e fisicamente e conheça a razão e o porquê de ter um problema de incontinência.

Uma das causas mais importantes da ansiedade, em qualquer tipo de problema de saúde, é o desconhecimento do que está a acontecer no nosso corpo e a impotência de não sermos capazes de fazer algo para solucionar o que sentimos. Portanto, ter o controlo do problema, saber que há várias formas de o solucionar e maneiras adequadas de melhorar a qualidade de vida até que o problema se resolva, melhora a autoestima e diminui a ansiedade.

Para se sentir segura e não ter de renunciar a certos planos ou atividades por medo de perdas de urina ou odores, é também muito importante utilizar o produto absorvente adequado, que retenha o odor e que proporcione um conforto e suavidade duradouros que nos façam sentir seguras em todos os momentos.

Finalmente, a relação entre incontinência urinária e ansiedade é bidirecional, em algumas ocasiões é a ansiedade uma das causas da incontinência urinária. Por isso é tão importante cuidarmos do nosso pavimento pélvico. Em episódios de ansiedade intensa, um pavimento pélvico fortalecido pode controlar a incontinência.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:
Centrada em si