Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Psicologia Como gerir o seu tempo nas férias
banner_MUESTRA

Como gerir o seu tempo nas férias

Psicologia

férias
0 15801

Voltar a andar de bicicleta, pintar a casa... Estabelece muitos objetivos para as férias mas depois não concretiza nenhum deles? Organizar-se, ser realista e ter as suas prioridades muito claras é a melhor forma para ser bem-sucedida.


Partilhe com as suas amigas:

Durante o verão temos pela frente muito mais tempo livre e é importante aprender a geri-lo para aproveitarmos bem as nossas férias. Devemos procurar estabelecer um equílibrio entre o fazer tudo o que tínhamos pendente por falta de tempo e descansar, para que não ficarmos ansiosas.

Normalmente, os primeiros dias de férias servem para desconectar e não planificar demasiado, mas depois, se queremos gerir da melhor forma o nosso tempo, é importante aprender a estabelecer prioridades.

Dedicar-se a tarefas que não consegue terminar durante as férias pode gerar frustração e ansiedade

É quase certo que durante o ano fez uma grande lista de atividades ou tarefas que gostaria de realizar durante as férias. Se não a conseguir gerir, acabará por se sentir frustrada nas férias, pensando que as mesmas “passaram demasiado rápido” ou ficará com a sensação de que não avançou e que ainda tem as mesmas tarefas pendentes. Leia em seguida algumas recomendações para evitar esta frustração:

  • Faça uma lista: uma “chuva de ideias” que inclua tudo o que gostaria de fazer durante as férias. Como seguramente será uma lista muito extensa e pouco realista, coloque cada uma das atividades ou tarefas por ordem de prioridades: curto, médio e longo prazo.
  • Defina prioridades: as mais urgentes, as que tem forçosamente que terminar para poder desfrutar das férias, as que adia constantemente, as que mais lhe apetece realizar. Recomendamos-lhe que comece por tarefas que lhe ocupam menos tempo e que são mais simples, mas que lhe roubam “tempo mental” e que a impedem desfrutar das férias; depois, dedique-se às que lhe apetece realmente fazer.
  • Não faça um plano para toda a duração das suas férias: muitas vezes vamos deixando tarefas para o final porque “ainda temos muitos dias de férias pela frente” e não aproveitamos bem o nosso tempo. Pense nos seus dias de férias em blocos de três: o que deve fazer nos próximos três dias (a curto prazo), e assim sucessivamente.
  • Os objetivos devem ser realistas: pense bem em quanto tempo vão durar, a que hora vai começar e reserve tempo para imprevistos ou atrasos. Por exemplo, se planeia “amanhã (finalmente!) tirar a bicicleta da garagem”, estabeleça se o fará de manhã ou de tarde, quando é que lhe vai custar mais e conte com o tempo para “fazer uma revisão”; se já não a utiliza há algum tempo, tem de assegurar-se que está em perfeitas condições.

Se já decidiu o que vai efetivamente fazer e o que é prioritário, siga estas três linhas de orientação de tempo:

  1. Diga NÃO a todas as atividades que não são prioritárias. Ignore as restantes, as que estão a médio ou longo prazo, ou que não vai começar até que não tenha realizado as que aparecem primeiro na sua lista.
  2. As tarefas simples que podem ser efetuadas em “horas mortas”, como esperas, durante as viagens… Faça uma lista e leve-a consigo para ir eliminando coisas que, como referimos anteriormente, nos roubam energia mental porque as temos constantemente presentes no nosso “armazém de tarefas pendentes”.
  3. Aprenda a delegar: é certo que não tem que fazer tudo sozinha.

Mas não se esqueça, as férias são tempo para si: não se esqueça de descansar e aproveitar ao máximo!

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário