TENA

Home Menopausa A menopausa afeta a nossa memória? Seis ideias para melhorar esta faculdade...

A menopausa afeta a nossa memória? Seis ideias para melhorar esta faculdade mental

Menopausa

0 18666

Sabia que os estrogénios afetam processos cerebrais como as capacidades de linguagem, a atenção, o estado de espírito e a memória? Deixamos-lhe seis ideias para estimular a memória.


Se entrou na menopausa e sente que a memória já não é o que era, não se preocupe, é completamente normal. Explicamos-lhe a que se deve esta perda de memória e o que pode fazer para a reativar.

Quando se cruza a barreira dos 45 anos, muitas de nós tendem a esquecer a informação verbal recentemente apreendida e custa-nos manter a concentração. Esquecemo-nos dos nomes de pessoas que acabámos de conhecer, não nos lembramos porque entramos num quarto ou custa-nos saber onde deixámos as chaves. Alguma destas situações diz-lhe alguma coisa? Continue a ler.

A resposta está nos estrogénios: os níveis flutuantes de produção desta hormona durante a menopausa, além dos já conhecidos sintomas, como afrontamentos, secura vaginal e alterações de humortambém afetam processos cerebrais como as capacidades de linguagem, a atenção, o estado de espírito e a memória.

Treine o seu cérebro

Propomos-lhe aqui seis conselhos para estimular a memória e livrar-se desta preocupação:

1. Faça exercício para treinar também o seu cérebro

Fazer exercício não é só bom para o corpo. Investigadores da Universidade de Illinois salientaram recentemente que o exercício aeróbico e o treino de força também pode ajudar a manter a mente em forma. A atividade física pode desencadear o crescimento de novas células nervosas e de vasos sanguíneos no cérebro e promover a reparação das células cerebrais existente e o crescimento de outras novas.

2. Procure descansar e dormir para libertar a mente 

É verdade que a menopausa não será a melhor época da vida para dormir bem, mas devemos tentar superar esta dificuldade porque descansar de noite ajuda a melhorar a confusão mental. Ao invés, não dormir bem pode prejudicar a nossa capacidade de atenção  e a retenção de novas informações. Procure estabelecer um ritual noturno que possa seguir todos os dias da semana para estimular um sono mais profundo e reparador. O ritual noturno consistirá em cumprir as mesmas rotinas horárias também ao fim de semana, um quarto tranquilo e sem distrações, escuridão e não tomar cafeína nem álcool nas horas prévias a ir dormir.

3.  Encha a cabeça de bons alimentos

Uma dieta saudável ajuda a alimentar o corpo e a mente. Os ácidos gordos ómega-3 que se encontram no salmão ou na cavala, por exemplo, podem oferecer alguns benefícios para levar melhor a menopausa. Além disso, um estudo da Universidade de UCLA descobriu que os ácidos gordos ómega-3 podem melhorar a aprendizagem e a memória. Outras fontes de ómega-3 são as nozes e os kiwis. Por outro lado, se o que quer é manter-se mentalmente desperta, os espinafres podem ajudar, graças ao ácido fólico que se encontra nos vegetais de folha verde e que é essencial para uma função cerebral adequada.

4. Um copinho de vinho para os seus neurónios

Segundo estudos científicos, dois copos de vinho tinto por semana podem ajudar a manter na linha as perdas de memória e manter o nosso cérebro em plena forma. Porquê? Porque o vinho está cheio de resveratrol, que pode impedir que os radicais livres danifiquem as células cerebrais. No entanto, se nos excedermos, passamos ao bando inimigo: mais de dois copos tem um efeito inverso e põe-nos em risco de padecer de cancro e outras doenças. Se não quiser beber vinho, a curcuma, um ingrediente essencial do caril, também está cheio de antioxidantes. Portanto, colocar-se nas mãos da comida apropriada para libertar a nossa mente é a opção correta. 

5. Pratique jogos mentais

Se nota o cérebro empedernido e a confusão mental dificulta-lhe recordar coisas como números de telefone ou palavras-chave, experimente dividir a informação por segmentos. Concentre-se em memorizar um único segmento de cada vez para que seja mais fácil aprender e obter toda a informação. Uma forma inteligente de recordar nomes é associá-los a uma imagem. Por exemplo, se num jantar lhe apresentarem um homem chamado David, pense na imagem de David Carreira.

6. Mantenha o stress controlado

Por vezes os eventos stressantes da vida acontecem justo quando as mulheres enfrentam os sintomas da menopausa. Cuidar dos pais e articular ao mesmo tempo o trabalho e as responsabilidades da casa, por exemplo, podem ser muito stressantes para as mulheres de meia-idade e podem contribuir para o gerar de problemas de atenção e perdas de memória. Sob stress, o nosso corpo liberta a hormona cortisol. Os investigadores pensam que a produção constante de cortisol pode danificar a parte do cérebro responsável pela memória e pela aprendizagem. Encontrar uma forma saudável de descontrair pode ser um presente maravilhoso para si. Pondere a possibilidade de dedicar algum tempo à meditação e ao ioga.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas: