TENA

Home Beleza Vantagens e desvantagens da maquilhagem permanente

Vantagens e desvantagens da maquilhagem permanente

Beleza

Maquilhagem Permanente
0 13876

Gostaria de estar sempre pronta sem ter de se maquilhar? Partilhamos consigo os prós e os contras da última tendência em cosmética.


Quanto tempo gasta habitualmente a maquilhar-se? Se a sua resposta é “muito”, “demasiado” ou “mais do que gostaria”, continue a ler e descubra tudo sobre a maquilhagem permanente. A técnica usada é a micropigmentação, uma técnica parecida à que se usa para fazer uma tatuagem, pois é com a ajuda de uma agulha que se colocam os pigmentos na zona pretendida. A micropigmentação pode ser uma boa opção também para tapar manchas ou marcas que aparecem com os anos, sobretudo quando começamos a entrar na menopausa. Nesta fase da vida, a pele fica mais desidratada – por causa da insuficiência hormonal – e há mais propensão a deteriorar-se. Agora claro, como quase tudo, este procedimento tem vantagens e inconvenientes. Comecemos pela parte boa:

1- Eliminar as marcas

Mais de 60% das mulheres com mais de 40 anos e que se aproximam da menopausa ganham uma maior coloração das olheiras. Para resolver esta situação, poderá recorrer à micropigmentação já que, ao contrário da maquilhagem tradicional, não se elimina nem desbota com o suor e pode ocultar este tipo de imperfeições.

2 – O tempo é ouro

A maquilhagem permanente ajuda-nos a não desperdiçar minutos a pintar os lábios ou os olhos. Gastar tempo no que realmente importa deveria ser a nossa prioridade.

3 – Esqueça-se de maquilhar-se… e desmaquilhar-se

Quem não colecionou imensos batons em alguma caixa? Diga adeus a todos estes produtos diários de cosmética. Com a micropigmentação irá poupar dinheiro e espaço na casa de banho.

4 – Dissimula manchas

Não gosta de algumas marcas ou rugas no rosto? A passagem dos anos e as insónias provocadas pela menopausa, entre outros fatores, produzem o aumento de rugas e inclusive uma maior queda de cabelo. A micropigmentação ajuda também a preencher aquelas zonas que, como as sobrancelhas, perderam volume.

5- A solução perfeita

Caso se tenha submetido a intervenções cirúrgicas mamárias – como mastectomias, por exemplo –, poderá também usar a maquilhagem permanente para desenhar e perfilar um novo contornos das suas auréolas.

Mas nem tudo são só vantagens, pois esta proposta cosmética tem também inconvenientes.

1 – É doloroso

Embora não seja uma dor insuportável, a micropigmentação é feita com um dermógrafo que contém uma agulha que atua sobre a pele. É verdade que se aplica previamente um creme anestésico para a dor, mas é difícil livrar-se do inchaço e avermelhamento.

2 – Zonas não suscetíveis de ser pigmentados

Pode-se apenas fazer em partes concretas do corpo e não é próprio para aplicar em zonas com verrugas, lunares ou algum tipo de lesão na pele.

3 – Não é para todas

O uso desta técnica é completamente proibido durante a gravidez ou se a pessoa for alérgica ou tenha doenças como a hepatite ou o HIV. Também não a pode fazer quem estiver com tratamento de quimioterapia ou anticoagulantes.

4 – Tem prazo de validade

Este procedimento tem uma duração determinada no tempo, quer dizer, na verdade não é realmente permanente. De facto, no caso das sobrancelhas, por exemplo, é preciso fazer retoques a cada 12 ou 18 meses.

5- Atenção às peles sensíveis!

Antes de experimentar a maquilhagem permanente, é recomendável fazer um exame dermatológico, uma vez que nem todas as pelas são indicadas para se aplicar esta técnica.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos o seu comentário