Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Menopausa Tenho menopausa precoce?
banner_MUESTRA

Tenho menopausa precoce?

Menopausa

menopausa precoce
0 2436

A menopausa precoce é cessação da função ovárica antes dos 40 anos. As suas consequências físicas e psicológicas, como o final da época reprodutiva, não são fáceis de assumir. Confie num especialista, que lhe indicará qual o tratamento mais adequada, reduzindo o impacto do seu aparecimento.


Partilhe com as suas amigas:

A insuficiência prematura do ovário, ou menopausa precoce, consiste na cessação da função ovárica depois da puberdade e antes dos 40 anos. Para uma mulher jovem, esta situação pode ser muito traumática, especialmente se for acompanhada pela cessação da sua capacidade reprodutiva. Não está emocionalmente preparada para entrar na menopausa antes do tempo. A sua saúde mental e social são afetada: surgem sentimentos com impacto negativo na sua própria imagem corporal e na percepção da sua feminilidade.

Se este é o seu caso, é muito importante que perceba o que lhe está a acontecer para se reconciliar com o seu corpo e melhorar a sua qualidade de vida. Além disso, consultar um especialista vai ajudá-la a resolver as suas dúvidas e a procurar o tratamento mais adequado ao seu caso.

Porque acontece?

Os nossos ovários sofrem um processo de envelhecimento progressivo desde que nascemos, e temos um número limitado de folículos, suficientes para chegar aos 50 anos. O esgotamento desta reserva antes do tempo pode ocorrer por diversas razões:

  1. Escassez folicular: o ovário tem uma reserva escassa de folículos.
  2. Os folículos desgastam-se mais rapidamente do que o normal.
  3. Falta de resposta do ovário aos estímulos hormonais do cérebro.
  4. Tóxicos que podem afetar a reserva folicular.

Sintomas

O primeiro e mais comum de todos é a irregularidade dos períodos menstruais e intervalos amplos sem período menstrual. Se tem menos de 40 anos e além disso apresenta mais algum dos sintomas menopáusicos típicos: afrontamentos, suores noturnos, insónias, irritabilidade, falta de concentração, tendência ao choro, dores nas articulações, secura vaginal, perdas de urina, diminuição da libido, dispareunia ou dor durante as relações sexuais, ou inclusivamente esterilidade em mulheres jovens, é aconselhável consultar o seu ginecologista. Os níveis elevados da hormona FSH são uma orientação diagnóstica simples.

O risco de osteoporose e doenças cardiovasculares aumenta quando comparado com o que apresenta uma mulher mais velha, pelo que a prevenção é essencial

O tabaco pode provocar menopausa precoce

O aumento dos problemas de esterilidade, juntamente com o aumento dos níveis de contaminantes ambientais, fez com que a atenção dos investigadores se centrasse nesta questão. Assim, ficou demonstrado que um dos fatores de risco mais diretamente relacionados com a menopausa precoce é o tabaco. Os hidrocarbonetos presentes no fumo do tabaco podem revelar-se tóxicos para a nossa reserva folicular.

Em geral, as mulheres fumadoras estão mais predispostas a ter uma menopausa natural um ano antes do que as não fumadoras. E ainda, os hábitos tabágicos estão associados a piores resultados reprodutivos.

Pode ser tratada?

Se foi diagnosticada com menopausa precoce deve receber terapia hormonal de substituição (THS), a não ser que não dê por terminada a sua etapa reprodutiva e queira ter filhos, ou que esteja a receber tratamentos de quimioterapia.

Com a terapia hormonal pode-se minimizar os sintomas associados à menopausa, e que provoca a falta de estrogénios, como transtornos do sono, alterações na esfera sexual, estados depressivos e ainda incontinência urinária provocadas pela elasticidade da musculatura pélvica.

A tudo isto soma-se o risco de osteoporose e doenças cardivasculares, superior para as mulheres menopáusicas do que em idade normal. A probabilidade de sofrer de uma doença cardiovascular é 53% mais elevada nestes casos, quando comparada com as menopáusicas aos 55 anos.

A THS não é um tratamento anticonceptivo e o risco de gravidez espontânea situa-se entre os 5 e os 10% em mulheres com menopausa precoce antes que o ciclo menstrual cesse totalmente.

Se está nesta situação, consulte um especialista para melhorar a sua qualidade de vida, uma vez que é aconselhável iniciar a terapia hormonal o mais depressa possível e mantê-la até os 50 anos.

Lembre-se que se tem perdas de urina nesta etapa, vai sentir-se mais segura usando pensos específicos para este cenário, como os da gama TENA. Peça aqui a sua amostra grátis.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário