Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Sexo Previna as disfunções sexuais com exercícios
banner_MUESTRA

Previna as disfunções sexuais com exercícios

Sexo

pareja en la cama
0 6905

Gostaria de enriquecer as suas relações sexuais? Às vezes não chega ao orgasmo? Leva muito tempo a excitar-se? Fortaleça o seu pavimento pélvico com exercícios e melhore a qualidade das suas relações.


Partilhe com as suas amigas:

Os exercícios do pavimento pélvico são um instrumento fundamental para a terapia sexual. Se a musculatura estiver debilitada pode dificultar a resposta sexual, tornando-a mais lenta, e favorecer o aparecimento de alterações que afetam a nossa vida sexual.

Em muitas das disfunções do desejo ou falta de libido, temos de avaliar um aspeto-chave: o nível de lubrificação vaginal. Às vezes esta lubrificação altera-se em consequência de mudanças como a menopausa ou a utilização de métodos anticoncetivos de tipo hormonal, como a pílula ou o anel, a presença de fungos ou irritações, o stress, etc.. Os exercícios do pavimento pélvico mantêm as paredes da vagina vascularizadas, cheias de sangue e, portanto, mais vivas e saudáveis. Daí resulta um melhor funcionamento das glândulas que são responsáveis pela produção do líquido lubrificante.

Os exercícios também melhoram os problemas relacionados com a fase de excitação sexual, cujas principais características são o aumento da lubrificação vaginal e as alterações fisiológicas dos órgãos genitais em resultado do aumento local de sangue. Isto reflete-se na ereção do clitóris, na dilatação dos lábios da vulva e, de forma menos visível, no espessamento das paredes da vagina que, ao se vascularizarem, formam a chamada “plataforma orgástica’, uma zona muito sensível à estimulação direta.

Os exercícios do pavimento pélvico melhoram todas as fases da resposta sexual

Se o problema for a ausência de orgasmo, assegurando uma fase de excitação completa podemos melhorar essa disfunção. Podemos resumir o orgasmo como as contrações musculares que levam a que todo o sangue acumulado na zona genital durante a excitação seja “libertado” e devolvido à corrente sanguínea geral. Quanto maior for a acumulação de sangue na zona, maior terá de ser o número de contrações e a sua intensidade.

As contrações de prazer a que chamamos orgasmo consistem na contração de parte da musculatura pélvica. Assim, quanto mais fortalecido estiver o pavimento pélvico, mais facilmente conseguiremos melhores orgasmos.

Além disso, a localização dos músculos da pelve e o seu controlo ajuda-nos a melhorar a proprioceção de toda a nossa zona genital, aumentando a sensibilidade de pontos que antes nem sequer conhecíamos, e mesmo a aprender a manusear a musculatura para proporcionar uma agradável massagem ao nosso companheiro.

Não é necessário existir um problema de debilidade para enriquecer a qualidade das relações. Se praticarmos os exercícios de fortalecimento do pavimento pélvico melhoramos muito essa qualidade.

Fonte: centradaenti.es

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário