Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Saúde Dieta “Batch cooking”: coma saudável e poupe tempo
banner_MUESTRA

“Batch cooking”: coma saudável e poupe tempo

Dieta

comida
0 6248

É complicado fazer uma alimentação saudável quando não temos muito tempo para cozinhar, mas não é impossível. O método "batch cooking", baseado na previsão e na organização, é a solução ideal, sobretudo se formos perseverantes.


Partilhe com as suas amigas:

Uma das tarefas mais rotineiras da nossa vida é cozinhar, mas nem sempre temos tempo… nem vontade. De facto, a simples obrigação de ter de cozinhar todos os dias é já uma fonte de cansaço, fazendo com que acabemos por nos alimentar com alimentos processados, e sabemos o quão prejudicial é para a saúde. Mais, segundo um estudo recente, publicado pela Public Health Nutrition, mais de 20% dos alimentos que consumimos são ultraprocessados, isto é, preparados para consumir e produzidos através de um processo industrial. Mas há solução…

Imagine que só teria de cozinhar uma dia por semana. Agrada-lhe a ideia? Já ouviu falar do batch cooking? Com este método, se executado corretamente, terá mais tempo para si e para os seus, cozinhará de modo mais saudável e, ao mesmo tempo, permitirá esquecer-se da pergunta incómoda: “que vamos comer hoje”? Deixamos-lhe a seguir alguns conselhos, truques e receitas para aplicar este método de uma forma infalível.

1- A lista de compras perfeita

Planificação e organização são sem dúvida os pilares desta nova tendência. Para dominar o método batch cooking, é primordial elaborar com certa antecedência uma lista de compras que inclua alimentos para um menu semanal saudável e equilibrado. Neste sentido, os nutricionistas recomendam vegetais, frutas e legumes em abundância, sem perder de vista os cereais integrais e os tubérculos, ideais como guarnição. Também não se deve esquecer de juntar à cesta de compras opções proteicas – peixe, ovos e carnes magras. Depois de ter tudo o que precisa, é apenas necessário reservar várias horas de um dia para cozinhar.

2 – Um menu saudável está ao nosso alcance

Temos os ingredientes, reservamos umas horas do nosso precioso tempo livre para melhorar o nosso bem-estar, mas chega a hora de cozinhar, e que fazer? Não tem de ser uma super-chef para preparar pratos saborosos, simples e variados. Pense em dois pratos por refeição, embora alguns possam ser, potencialmente, doses únicas. Pode começar por preparar arroz, massa, legumes, batatas e verduras e depois os alimentos mais proteicos:  peixe branco, peixe azul, carne vermelha magra, carne de ave e ovos. Deste modo, poderá preparar menus com uma carga calórica equilibrada. Alguns exemplos: lentilhas estufadas + robalo no forno; salada de espargos + guisado de batatas e vitela; creme de legumes + massa com salmão.

3 – Congelar, uma decisão eficiente

Preparar pratos próprios para guardar no congelador é essencial. A maioria dos alimentos pode ser congelada – a exceção são os ovos cozidos com casca ou vegetais crus, como a alface, cebola ou pepino. Também é importante ter em conta que os alimentos que já compramos descongelados não podem voltar a ser congelados, salvo se os cozinharmos antes de os congelar de novo. Em todo o caso, cozinhar em grandes quantidades, de forma a poder congelar uma parte do que preparou, vai ajudá-la a poupar tempo e, além disso, vai poder recorrer sempre ao seu frigorífico em momentos de necessidade. A chave está em guardar os guisados, cremes ou estufados em pequenas doses – é preferível em recipientes de vidro – para uma pessoa.

E, deste modo, a sua única preocupação vai ser gozar a sua nova vida. Lembre-se que com uma compra semanal adequada, um tempo para pensar no menu e umas horas para cozinhar resolverá um dos assuntos do dia a dia que mais quebreiras de cabeça nos dá. E ainda por cima vai sentir-se melhor.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário