Centrada em si
Home Pavimento pélvico Pavimento pélvico e saúde Porque não se deve interromper a micção?

micção

Muitas vezes, para explicar-nos onde está a nossa musculatura do pavimento pélvico, o fisioterapeuta pede-nos que imaginemos que estamos a urinar e interrompemos a micção. Imaginando que estamos a interromper o fluxo da urina, contraímos os músculos que rodeiam a uretra e assim podemos identificá-los.

No entanto, algumas vezes, esta ação foi apontada como indicada para fortalecer os músculos do pavimento pélvico. Existia, e de certa forma ainda existe, a falsa crença de que assim é mais fácil contrair corretamente o pavimento pélvico, e assim fortalecê-lo. Nada mais longe da realidade.

Quando contraímos o pavimento pélvico fazemos com que a uretra se feche, ou seja, bloqueamos a saída da urina. Mas a saída da urina ocorre graças ao trabalho de expulsão da bexiga, o órgão que armazena a urina entre micções. O trabalho de esvaziamento da bexiga é totalmente involuntário, tal como o batimento cardíaco, e depende em grande medida do que ocorre na uretra.

Contrair o pavimento pélvico durante a micção de forma repetida pode provocar alterações na bexiga

Quando a uretra (canal de saída da urina) está demasiado fechada, a bexiga tem de trabalhar mais: quanto mais relaxada estiver a uretra, mais fácil será para a bexiga esvaziar todo o seu conteúdo.

Se contrairmos o pavimento pélvico durante a micção, cortamos o fluxo da urina, já que bloqueamos o canal de saída. Isto provocará uma alteração na função normal da bexiga que poderia impedir o seu esvaziamento completo. O resíduo de urina que fica na bexiga pode aumentar o risco de aparecimento de infeções. É por isto que não convém interromper frequentemente a micção. É de facto benéfico fortalecer os músculos do pavimento pélvico, mas através de exercícios de fortalecimento, nunca através da interrupção da micção.

De todas as formas, se o faz esporadicamente só para comprovar que sabe como contrair os músculos do pavimento pélvico corretamente, não é problemático e não causará nenhuma disfunção. Desde que não seja uma ação repetida frequentemente, não lhe causará qualquer problema de bexiga.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário