Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Menopausa Saúde: o que vigiar entre os 40-50 anos
banner_MUESTRA

Saúde: o que vigiar entre os 40-50 anos

Menopausa

vigiar-40-50
0 3987

A sua saúde é muito importante, e deve aproveitar esta etapa da sua vida para se preparar para as alterações hormonais e físicos que se avizinham. Quer saber o que deve controlar e o que deve ter conta?


Partilhe com as suas amigas:

A partir dos 40 anos, nós mulheres iniciamos a chamada transição menopáusica e devemos ter bem claro quais são os aspectos de nossa saúde que temos que cuidar e vigiar com maior atenção. É necessário alterar a forma como comemos e planeamos a nossa atividade física; e não podemos falhar as consultas ginecológicas de rotina e os controlos médicos necessários. Tome nota:

Consultas de revisão ginecológica

Se nas últimas revisões ginecológicas a citologia apresentou resultados normais, podemos aumentar o intervalo entre consultas para 3 anos, o que não implica que deixemos de agendar uma consulta anual para uma exploração ginecológica e ecografia vaginal, já que o controlo do endométrio e ovários continua a ser necessário quando começam as irregularidades menstruais. Devíamos visitar o nosso ginecologista pelo menos uma vez por ano.

Controlo do peso

É fácil afirmar que nesta década, se descuidamos o exercício físico, a diminuição dos estrogénios provoca uma redistribuição da gordura corporal com tendência troncular. O excesso de peso é um dos fatores de risco mais importantes para possíveis complicações cardiovasculares, por isso é especialmente importante que:

  • Aumente a atividade física: 30-40 minutos (3-5 vezes por semana) porque faz com que o colesterol bom aumente, normaliza os níveis de açúcar no sangue e reduz a tensão arterial. Tudo isto é benéfico para o coração.
  • Melhore a sua dieta: consuma alimentos baixos em gordura e com elevado teor de fibra: frutas, verduras, legumes, cereais integrais, peixe,…

Colesterol e glucose

Para vigiar outros riscos de risco cardiovascular, é recomendável efetuar um controlo do colesterol e da glucose, porque o decréscimo de estrogénios faz-se acompanhar por um decréscimo do conhecido colesterol bom (HDL), pelo que aumenta o risco de arteriosclerose. Pode aproveitar a revisão ginecológica anual para que o seu médico controle também estes parâmetros.

Osteoporose

Se tem antecedentes familiares de osteoporose, pode ser uma forte candidata a sofrer também desta doença. Uma análise genética permite comprovar o risco de vir a sofrer dela ou de que lhe seja diagnosticada e nesse caso, tomar medidas para paliar ou atrasar os sintomas com uma alimentação adequada, exercício, …

Contraceptivos

Neste período das nossas vidas, devemos continuar a ter atenção à planificação porque existem riscos de anomalias cromossómicas e complicações médicas importantes na gravidez. Se queremos ser mães a partir dos 40, devemos ter em conta que o risco de mortalidade materna é mais elevado. Consulte o seu ginecologista para que este responda a todas as suas dúvidas.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário