TENA

Home Psicologia Dia da Mulher: pelas barreiras que já derrubamos

Dia da Mulher: pelas barreiras que já derrubamos

Psicologia

Dia da mulher
0 320

Reivindicar tudo o que ainda falta fazer para alcançar a igualdade é muito importante, mas o que é que já conseguimos conquistar? Hoje, mais do que nunca, também merecemos celebrar estas conquistas.


Há milhões de mulheres anónimas de quem nunca ouviremos falar. Não quebraram tetos de vidro nem dirigem multinacionais. Tão pouco fizeram um descobrimento que mude a história da humanidade. Mas, sim, lutaram para mudar o mundo. São um exemplo graças à atitude que manifestam no dia a dia, esforçando-se para continuar a ser o principal apoio da casa, da família. De tudo à sua volta. Ou, simplesmente, para ser elas mesmas sem imposições.

Hoje é o dia de todas elas, o nosso dia. E não é um dia apenas para pedir a igualdade que está cada vez mais próxima. É sobretudo um dia para celebrar os passos percorridos, o quão seguras e livres somos e o bem que nos sentimos no nosso corpo. Temos a sorte de pertencer a uma geração que nos melhores anos das suas vidas enfrentam as mudanças com uma atitude desafiadora e que não hesitam em superar novos desafios.

Sabemos o que queremos

Não somos como as nossas avós, apesar de elas, à sua maneira, também terem lutado para que não tivéssemos que enfrentar tabus impostos por outros. Recolhemos os seus testemunhos e continuamos o trabalho delas com melhores ferramentas. Graças ao nosso esforço, as gerações mais novas não serão obrigadas a lutar em tantas batalhas já conquistadas.

Por fim, traçamos o caminho que queremos, definindo, além disso, como o queremos percorrer. E sabemos que não temos de renunciar ao que somos, ainda que isso implique destronar convenções ou ideias pré-concebidas. A revolução, o verdadeiro triunfo, é estarmos orgulhosas de nós mesmas. Esta é a grande inspiração que recebemos das nossas mães, que sentem as nossas filhas e que transmitimos às nossas netas. Fazemos parte do movimento libertador que inunda as mulheres de todas as idades e de todos os recantos do mundo e demonstramo-lo sem medos nem barreiras.

Livre em qualquer idade

O percurso vital das mulheres não é alheio à passagem do tempo, mas isso não deve condicionar nenhuma das nossas metas. Algumas de nós, a certa idade, por diversas razões, podemos sofrer de incontinência. Sempre acompanhadas pela orientação médica, enfrentamos esta situação com completa naturalidade. Na nossa intimidade, TENA Lady acompanha-nos e oferece-nos produtos inovadores para que possamos continuar a nossa luta: sermos nós mesmas em liberdade e plenitude.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos o seu comentário