Centrada em si
Home Saúde Actividade física A bicicleta é prejudicial para o pavimento pélvico?

af_bicicleta

Apesar de ter quase 200 anos, a bicicleta está a converter-se no meio de transporte do futuro. Não só porque é um meio de transporte limpo e barato, mas porque além de se ter convertido numa atividade saudável e divertida para desfrutar em família ou com amigos. Mas muitas vezes surge a dúvida sobre se a bicicleta afeta ou não o pavimento pélvico feminino.

Em princípio, se não passou por partos complicados e não está em fase de recuperação de um problema do pavimento pélvico, a bicicleta não deverá ser prejudicial, desde que respeite uma série de indicações:

  • Mantenha uma postura correta: é importante que as costas estejam retas e ligeiramente inclinadas para a frente, alinhadas com a pélvis. A cabeça tem que estar direita e o guiador da bicicleta deve ser alto.
  • Assegure-se que utiliza um selim adaptado para mulheres: até há pouco tempo, os selins que eram comercializados estavam adaptados à anatomia masculina, para que a sua próstata não fosse danificada. Estes selins fazem com que as mulheres apoiem todo o seu peso sobre o músculo perineal, sobrecarregando-o. Os selins adequados estão concebidos de forma que o peso fique apoiado nos ísquios, ou ossos da pélvis.
  • Evite pedalar de pé: nesta posição, é exercida mais pressão sobre o pavimento pélvico.

Deve consultar o seu médico se se enquadra num dos seguintes casos:

  • Foi mãe recentemente: o Pregnancy Centre da Austrália aconselha não andar de bicicleta antes de terminar os exercícios de recuperação pós-parto, que costumam durar no mínimo dois meses. Assim que o seu pavimento pélvico recuperar a tonificação adequada, é aconselhável começar com passeios pouco exigentes e sempre sentada no selim, para ir aumentando gradualmente a intensidade do exercício.
  • Submeteu-se a uma cirurgia de pavimento pélvico. Como regra geral não é aconselhável praticar exercício físico em bicicleta depois de uma cirurgia do pavimento pélvico. Depois de uma intervenção cirúrgica, o mais provável é que lhe indiquem um plano de fisioterapia para recuperar os seus músculos. Consulte ao seu médico ou fisioterapeuta para saber quando poderá voltar a usar a bicicleta.
  • Se tem incontinência urinária, quer seja de esforço ou de urgência. Em princípio a bicicleta não agrava o seu problema, mas é conveniente consultar o seu médico.

Se se enquadra neste último caso, recomendamos-lhes que utilize protetores especialmente desenhados para as perdas de urna, como os da gama TENA Lady, que farão com que se sinta fresca e segura durante todo o dia, com a máxima discrição. Peça aqui amostras grátis.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário