TENA

Home #AvançamosJuntas com TENA Nova estratégia para sair à rua maquilhada (e bonita), apesar da máscara

Nova estratégia para sair à rua maquilhada (e bonita), apesar da máscara

#AvançamosJuntas com TENA

0 31

Apesar de muitas mulheres não gostarem de a levar posta e conceberem-na quase como uma careta atrás da qual se escondem, na verdade o uso da máscara pode ser vivido como uma oportunidade para aprender uma nova forma de nos mostrarmos ao mundo.


Com um objeto que tapa dois terços do rosto, é o momento de aprender a sorrir com os olhos e a comunicar com as sobrancelhas. E embora possa pensar que já não merece a pena maquilhar-se… É um erro! Quem gosta de se maquilhar deve continuar a fazê-lo, embora talvez de outra forma. A nível emocional, a maquilhagem é neste momento uma grande aliada.

Desperta emoções positivas

Sabemos que em épocas de crise são vendidos mais batons (famoso lipstick index, transformado agora num eyeliner index de que falaremos adiante), mas também é sabido que a maquilhagem pode atuar como catalisador do bom estado de espírito num momento mais desalentador (como o atual).

Por diversas ocasiões, os cientistas têm estudado e analisado como a maquilhagem pode ajudar-nos a passar de uma emoção negativa para outra positiva. Um conhecido artigo científico intitulado Porque as mulheres se maquilham: consequências psicológicas do uso de maquilhagem, escrito por Rodolphe Korichi, investigador da Universidade da Sorbonne (França), e publicado na revista científica Journal of Cosmetic Science, defende isto mesmo. A maquilhagem atua sobre o tato, o olfato e a vista, e a estimulação positiva destes três sentido desperta prazer, tanto a nível sensorial como psicológico. Daí a alteração do estado emocional.

Um novo foco de atenção

Por outro lado, é um facto que a máscara fez com que o foco de atenção na maquilhagem passasse da boca para os olhos. Também as texturas técnicas da maquilhagem tiveram de se adaptar. Conclusão? A atenção passou a ser focada no eyeliner, nas sombras e na máscara de pestanas. Sem esquecer a maquilhagem da sobrancelhas!

Além disso, parece que a tendência está de acordo connosco. Dizíamos que o eyeliner index é o novo lipstick index e, na verdade, um estudo da empresa de marketing digital especializada em search intelligence captify – sobre os hábitos de consumo durante o confinamento da primavera a nível mundial – evidenciou um dado interessante: no e-commerce, a procura de produtos de maquilhagem de olhos aumentou 52% naquele período (com uma proporção de 62% só para máscaras de pestanas) enquanto que a procura de maquilhagem labial baixou 8%.

Três novas estratégias de maquilhagem

1. Base de maquilhagem de longa duração

Como conseguir que a base não marque uma mancha bege no interior da máscara:

  • Se está a pensar em maquilhagem de “longa duração”, tenha em conta que costuma secar a pele e esta sofre neste momento perdas de hidratação e nutrição.
  • Escolha textura líquida e com agentes humectantes, nunca numa tonalidade mais escura do que a da própria pele porque envelhece mais.
  • Para fixar, ajuda um pouco de pós soltos que matizem a zona T (nariz, frente e testa), sem passar o pincel pelas rugas do código de barra e do contorno dos olhos para que não fiquem demasiadamente marcadas.
  • Produto aliado: o spray fixador, capaz de deixar a maquilhagem fixa até oito horas. Procure um hidratante para evitar um resultado quartado.

2. Os olhos, protagonistas estelares

Sombras dos olhos, delineadores, máscaras de pestanas e lápis de sobrancelhas tomaram o controlo da nossa nova rotina de maquilhagem.

  • Melhor do que um cat eye (delinear o olho para conseguir o efeito “olho de gato”), pense num esfumado; é o que mais favorece quando a pálpebra já não estica como um chicote.
  • Substitua a sombra preta pelo tom cobre ou caviar e, se quiser, remate com um subtil eyeliner preto bem pegado à linha superior das pestanas, sempre sem bico.
  • Na nossa idade fica muito elegante preencher as sobrancelhas para criar um arco estruturado e bonito nos olhos. Para isso, um lápis de sobrancelhas bem afiado para desenhar pequenos pelitos nas zonas despovoados será suficiente.
  • Para um excelente efeito liftingpenteie as sobrancelhas para cima com um gel especial de sobrancelhas.
  • Não delineie a linha das pestanas inferiores porque pode criar um efeito de olhar caído.
  • Umas pestanas levantadas são a melhor estratégia anti-gravidade para a pálpebra envelhecida. Mas claro, aplique a máscara necessária. Muita quantidade cria um efeito antiquado.
  • Se gostar mais de sombras, que sejam mate e em textura creme de longa duração para que não dê um aspeto resseco às pálpebras.
  • Tons? Sim aos neutros. Não ao rosa, porque causa um efeito lacrimogéneo na branca do olho, nem roxo ou violeta, porque acentuam as olheiras.

3. Os lábio, à prova de beijos

Se, apesar da máscara, quiser continuar a pintar os lábios, recorra a um batom “no-transfer”. Normalmente são líquidos e com aplicador e podem permanecer – sem alterações – sobre a pele dos lábios mais de 6 a 7 horas.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas: