Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

TENA Centrada em si
Home Psicologia Como dizer ao seu companheiro que algo não funciona
TENA Silhouette

Como dizer ao seu companheiro que algo não funciona

Psicologia

como dizer ao seu companheiro que algo não funciona
0 10177

Quando há uma disfunção sexual no casal, apesar desta situação afetar a relação, não costuma ser gerida da melhor forma. Nós mulheres, em particular, encaramos o assunto de modo pessoal. Nestes casos, a melhor atitude é comunicar, deixar que eles façam parte da solução.


Partilhe com as suas amigas:

25% das pessoas que consulta um terapeuta sexual não tem parceiro. Isto acontece porque de facto os casais temem que se descubra que padecem de uma disfunção. Se o problema surge numa relação, são poucas as vezes que este é gerido corretamente. Na verdade, quando um problema afeta a zona genital, é complicado falar dele com outra pessoa.

No entanto, as situações que dificultam as relações sexuais acabam por afetar todas as outras áreas de uma relação amorosa. Por este motivo, não duvide em pedir ajuda. Consulte um profissional. A primeira alteração positiva que vai perceber na terapia, como garantem muitas pessoas que se decidiram a pedir este tipo de ajuda, é passar a sentir: “agora posso falar de sexo com o meu companheiro e não só do problema”.

Habitualmente, nós mulheres vinculamos o sexo aos sentimentos. Isto não significa que não possamos ter relações sexuais com alguém pelo qual não estamos apaixonadas, mas quando os nossos parceiros têm alguma dificuldade para manter relações sexuais connosco, costumamos entender o assunto e levá-lo para o domínio pessoal.

Geralmente, eles lidam melhor do que nós com o facto de podermos padecer de algum tipo de disfunção sexual – falta de libido, dificuldade para alcançar o orgasmo, dor na penetração… – e aguentam estoicamente grandes períodos sem sexo. Já nós tendemos a juntar ao problema preocupações sobre o estado da nossa relação.

Ao longo da vida é natural sofrermos disfunções em muitas partes do corpo, pelo que não devemos tratar a zona genital como se fosse algo diferente. Os problemas sexuais afetam as nossas relações e vida em casal e o melhor é, tal como acontece em qualquer outra área das nossas vidas, comunicar e falar dos problemas. Não se esqueça, deixe que ele faça parte da solução.

Pode também interessar-lhe...

  • Falamos de sexo com naturalidade?Falamos de sexo com naturalidade? Quando há algo que não está a funcionar, fala sobre o assunto com o seu companheiro? E com as suas amigas? Conta a alguém ou tem vergonha […]
  • Dor nas relações sexuais?Dor nas relações sexuais? Muitas mulheres sentem de forma esporádica ou permanente dores que as impedem de completar a penetração. É uma delas? Ajudamo-la a […]
  • Dispareunia e pavimento pélvicoDispareunia e pavimento pélvico A dor nas relações sexuais pode dever-se a muitas causas. É fundamental que um especialista avalie o estado das estruturas do pavimento […]
  • Sexo e transtornosSexo e transtornos Por detrás da maioria das disfunções e problemas sexuais da mulher, esconde-se uma educação sexual enviesada e repleta de conotações […]
  • Seis conselhos para que o sexo não “arrefeça”Seis conselhos para que o sexo não “arrefeça” É indiferente se acaba de ser mãe, ou simplesmente se a rotina ou o cansaço lhe tiram a vontade de fazer amor. Todos os casais passam por […]
  • Recomendações sexuais para o período pós-partoRecomendações sexuais para o período pós-parto Tome nota destes conselhos e verá que os efeitos físicos e psicológicos que a chegada do bebé frequentemente provoca não serão um […]
Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos o seu comentário