Registe-se já ou introduza
o seu email e palavra-passe:

Centrada em si
TENA
Home Sexo Recomendações sexuais para o período pós-parto
banner_MUESTRA

Recomendações sexuais para o período pós-parto

Sexo

Sexo no pós-parto
0 20818

Tome nota destes conselhos e verá que os efeitos físicos e psicológicos que a chegada do bebé frequentemente provoca não serão um obstáculo para a recuperação da vida sexual do casal.


Partilhe com as suas amigas:

Após o parto, há um período de cerca de quarenta dias em que não se recomendam as relações sexuais. Na verdade, isso refere-se exclusivamente à penetração e é possível ter relações eróticas sem coito.

Mas os primeiros dias com o bebé em casa são uma loucura e raramente a mulher deseja intimidade com o seu parceiro nesse período. São meses com falta de sono e as exigências de atenção do recém-nascido não são propriamente favoráveis à criação de um ambiente de erotismo e paixão.

Depois do parto, as relações sexuais são afetadas por fatores físicos diretamente relacionados com o parto, e psicológicos, devido às mudanças a enfrentar nesta nova etapa.

A nível físico

A amamentação afeta a sensibilidade na vagina, ao reduzir a vasocongestão das paredes vaginais, provocando facilmente irritações. A lubrificação vaginal diminui e o coito torna-se desconfortável. A estas sensações desagradáveis acrescem as possíveis dores dos pontos em caso de episiotomia. Se a musculatura pélvica tiver sofrido lesões durante o parto, a sensibilidade vaginal diminui e os orgasmos  podem ser mais difíceis de atingir e menos intensos.

A nível psicológico

As relações conjugais também podem ser afetadas. Com a chegada do novo elemento da família, a mulher, descobre por vezes que o seu cônjuge não tem exatamente a mesma ideia do que significa ter filhos e a mulher pode sentir que está sozinha ou que carrega toda a responsabilidade dos cuidados do bebé. É ainda possível que sofra uma depressão pós-parto, o que a tornará pouco recetiva sexualmente.

Se, além disso, durante a gravidez, não tiver tido relações sexuais, ou se estas tiverem sido muito esporádicas, as relações conjugais podem ter-se ressentido e é provável que sinta uma certa pressão para as reiniciar.

Como recuperar a vida sexual após o parto?

  • Os exercícios de fortalecimento da musculatura pélvica são essenciais, não só para evitar situações de incontinência que possam ter surgido mesmo antes do parto, mas também para melhorar o bem-estar da mulher e facilitar as relações sexuais, potenciando o prazer que elas proporcionem.
  • Não deixar o cônjuge de parte, tentar momentos em que o casal possa estar sozinho. Há que continuar a cuidar da relação um pouco todos os dias, sem abandonar os momentos de intimidade devido à chegada do bebé.
  • Não é necessário iniciar a relação sexual à pressa. É bem possível que apeteça mais outro tipo de relações, de caráter mais geral e que não impliquem dor. Isso é perfeitamente natural e enriquece muito a vida conjugal: carícias, massagens ou estimulação genital sem penetração. São tão ou mais agradáveis do que o coito e provavelmente menos desconfortáveis no pós-parto.
  • uso de lubrificantes e hidratantes vaginais é muito importante nesta fase em que a lubrificação diminui muito e os pontos podem sair ao secar. A aplicação diária (não apenas ligada às relações sexuais) pode melhorar significativamente o bem-estar da mulher.

Fonte: centradaenti.es

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas:

Deixe-nos um comentário