TENA

Centrada em si > Featured > Dia Mundial do Meio Ambiente: o futuro é agora
Home Novidades TENA Dia Mundial do Meio Ambiente: o futuro é agora

Dia Mundial do Meio Ambiente: o futuro é agora

Featured


0 1540

O nosso futuro depende de nós, da forma como produzimos a energia que usamos. Por isso, a TENA aposta na energia renovável e num planeta sustentável.




O Dia Mundial do Meio Ambiente celebra-se no dia 5 de junho para salientar a necessidade de um planeta mais sustentável. O objetivo é ajudar a criar um mundo mais justo e eficiente. Para isto mesmo, a TENA está em plena transição de forma a que toda a energia que utiliza seja cem por cento renovável. Trata-se de um medida que se irá traduzir na redução da pegada de carbono (se não sabe o que é, continue a ler) de todos os seus produtos.

É evidente que temos tratado mal o planeta durante demasiado tempo. A cada três segundo, o mundo perde uma percentagem de floresta suficiente para cobrir um campo de futebol. As emissões globais de gases de efeito estufa têm aumentado consecutivamente ao longo dos últimos três anos e o planeta está à beira de uma alteração climática potencialmente catastrófica.

O exemplo do que temos estado a viver neste momento é suficiente para revelar a magnitude do que pode ser um desastre deste tipo: o surgimento da COVID-19 demonstrou as consequências desastrosas da perda de ecossistemas, pois a redução da área de habitat natural dos animais criou as condições ideais para que os vírus, incluindo o coronavírus, se propaguem.

Pelo meio ambiente: reinvente, recupere, restaure

O Dia Mundial do Meio Ambiente foca-se na restauração do ecossistema e o lema é “Reinventar, recuperar, restaurar”, porque só com ecossistemas saudáveis podemos melhorar os meios de vida das pessoas, neutralizar as alterações climáticas e deter o colapso da biodiversidade.

A nossa vida e bem-estar depende do desenvolvimento, proteção e fomento de ecossistemas saudáveis para a nossa sobrevivência, uma perfeita interação entre os organismos vivos (plantas, animais, pessoas) com o seu meio envolvente.

E todo este sonho de um mundo melhor com um ecossistema mais justo e sustentável passa por pequenas e grandes ações que vão do cultivo de árvores, criação de zonas verdes ou limpeza de lixo na praia à redução da pegada de carbono com exercícios de compromisso e solidariedade.

TENA, uma história de responsabilidade

A história da TENA é uma história de proteção das pessoas, mas também do planeta. Tudo em linha com a consciencialização global da crise climática e do impacto evidente que esta tem no nosso bem-estar.

Atualmente, a TENA está em plena fase de transição rumo a uma utilização de eletricidade cem por cento renovável em todas as suas fábricas na Europa, algo que se irá traduzir num bem absoluto: reduzir a pegada de carbono de todos os produtos fabricados e comercializados pela marca. O mesmo acontece com o compromisso de fazer com que as embalagens sejam cem por cento recicláveis.

Por outro lado, os produtos TENA cumprem já os requisitos exigidos pela etiqueta ecológica Nordic Swan, uma das certificações meio-ambientais mais rigorosas do mundo, que informa sobre o impacto ecológico de um produto nas principais fases do seu ciclo de vida.

Reduzir a pegada de carbono: importante para todos, importante para si

Fala-se muito da pegada de carbono… Mas o que é na realidade e porque é tão importante? A pegada de carbono não é outra coisa senão a quantidade total de gases de efeito estufa (incluindo o dióxido de carbono e o metano) gerados pelas nossas ações.

Por exemplo, a pegada de carbono média de uma pessoa nos Estados Unidos é de 16 toneladas, isto para referir uma das taxas mais elevadas do mundo. A nível mundial, a média é de quase quatro toneladas. Para deter o aumento das temperaturas globais, a pegada de carbono global média, por ano, deveria cair para menos de duas toneladas até 2050, quer dizer, reduzir o aumento a metade. Fazer pequenas alterações na nossas ações diárias pode marcar a diferença. A TENA está consciente do valor de cada ato responsável. O objetivo é conseguir reduzir a pegada de carbono de todos os produtos para metade, mas não até 2050, antes até 2030. 

Assim, a TENA publica a pegada de carbono dos seus produtos na chamada Declaração de Produto Ambiental, uma verificação independente que informa sobre a qualidade meio-ambiental do produto. Uma aposta que se converteu num compromisso.

Pode também interessar-lhe...

Partilhe com as suas amigas: